fbpx

O manejo de frango de corte começa antes mesmo da chegada dos pintinhos: com a limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos, além do preparo do ambiente para o recebimento dos animais. Para garantir bons resultados na produção do frango de corte na avicultura, é essencial conhecer as peculiaridades do manejo, tendo em vista o enorme potencial do setor.

Confira, neste post, todos os detalhes sobre as fases iniciais  da criação de frangos de corte — aquelas que abrangem até os 21 dias de idade.

Manejo de frango inicial: tudo o que você precisa saber

A primeira semana de vida dos frangos de corte representa mais de 16% do período de criação. Aliando-se esse fato a todos processos fisiológicos intrínsecos ao desenvolvimento inicial, pode-se considerar que é a fase mais importante da produção, já que dela dependem os resultados finais do lote como um todo. Um manejo bem realizado pode ser responsável por seu sucesso ou fracasso.

Dados apontam que o Brasil é o segundo maior produtor mundial de carne de frango — totalizando mais de 13 milhões de toneladas anuais, que são exportadas para mais de 150 mercados. Os números são da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que também indica que a avicultura reúne mais de 3,5 milhões de trabalhadores.

Em vista disso, cuidar de uma série de detalhes nas primeiras fases de vida do frango ajuda o produtor a garantir melhores resultados. Entenda a seguir!

Com preparar a granja para a chegada dos animais?

De 2 a 3 horas antes da chegada dos pintos, é necessário garantir que a temperatura ambiente da granja esteja em torno de 32°C. Os comedouros devem ser abastecidos e é essencial avaliar se os bebedouros estão funcionando adequadamente.

No momento do alojamento, efetua-se a contagem e pesagem dos pintos. Esse manejo deve ser aproveitado para separar os animais que apresentem deformidades — seja de pernas, bico ou qualquer alteração que prejudique o seu desenvolvimento.

A qualidade do pintinho é de suma importância para o sucesso do desempenho do lote. Portanto, é necessária a aquisição de animais provenientes de incubatórios idôneos e que apresentam controle sanitário eficiente.

A densidade de alojamento deve ser considerada e será determinada de acordo com:

  • tipo de instalação;
  • clima;
  • peso de abate;
  • recomendação do bem-estar animal.

Outro ponto importante é a área de alojamento, que deve ocupar menos da metade do aviário. À medida que as aves se desenvolvem, aumenta-se o espaço. Aliás, determinar de maneira correta a densidade de alojamento evita prejuízos causados por problemas de patas, arranhões e mortalidade, além de manter a qualidade da cama.

Os criadores de frango de corte devem ter especial atenção em relação à cama. É importante:

  • optar por um material que seja de boa qualidade;
  • reutilizar a cama apenas após manejos para a desinfecção.

Além disso, é necessário redobrar a atenção com a regulagem da altura dos bebedouros e vazão da água, a fim de evitar vazamentos que aumentem a umidade da cama (>35%). Isso pode prejudicar a qualidade da produção, por causar problemas de saúde e condenação nos abatedouros.

Como realizar o alojamento dos pintinhos?

Ao alojar os pintos no aviário, deve-se ter o cuidado de ensinar algumas aves a beber água, molhando-se o bico a fim de orientá-las quanto à fonte de água. As demais aves, ao verificar o comportamento das outras, aprenderão a se hidratar por repetição.

Em caso de longas distâncias entre o incubatório e a granja, ou em regiões extremamente quentes com baixa umidade relativa do ar, recomenda-se adicionar vitaminas e eletrólitos à água para promover a hidratação das aves.

O aquecimento do ambiente deve ser iniciado pelo menos 3 horas antes da chegada dos pintos e deve ser mantido até os 14 dias de idade. No inverno, pode ser mantido até 21 dias nas horas mais frias, normalmente à noite.

O ideal é que se mantenha a temperatura ambiente de 30 a 32°C na primeira semana, reduzindo-se 3°C por semana — chegando ao fim da fase inicial com 24°C.

Uma dica importante no período de aquecimento é observar o comportamento das aves que podem indicar a ocorrência de excesso ou falta de aquecimento e também presença de correntes de ar.

Quando observa-se aglomeração de aves próximo a fonte de aquecimento, é indicativo de frio. Por outro lado, se os pintinhos mantêm-se afastados da fonte de aquecimento, significa que estão passando calor. Ao notar que os pintinhos tendem a se aglomerar apenas de um lado do galpão, pode indicar a presença de correntes de ar do lado oposto.

Manejo de cortinas: cuidados com aves criadas em galpões tradicionais

Para aves criadas em galpões convencionais, é necessário realizar o manejo de cortinas. Ele é feito de acordo com a temperatura, umidade, qualidade do ar e idade das aves. Entenda:

  • para garantir o aquecimento, nos primeiros dias de idade as cortinas laterais devem ficar totalmente fechadas;
  • as cortinas internas, que delimitam a área do pinteiro, também devem permanecer fechadas, abrindo-se somente a parte superior quando houver necessidade de renovação de ar;
  • deve-se evitar abrir as cortinas de uma vez para evitar mudanças bruscas de temperatura.

Nessa fase inicial, um grande desafio é manter a boa qualidade do ar do pinteiro, visto que para manter o aquecimento das aves, muitas vezes, o galpão é totalmente vedado.

Isso dificulta a renovação do ar e, consequentemente, é elevada a concentração de amônia — que predispõe as aves a doenças respiratórias e risco de doença secundária, além de queimaduras nos coxins plantares, cegueira e calos de peito.

Criação de frango: iluminação

Com relação ao programa de luz, recomenda-se 23 horas de luz por dia durante a primeira semana. O intuito é garantir que as aves permaneçam ativas e se alimentem durante todo o dia, permitindo seu rápido desenvolvimento. É importante fornecer uma hora de escuro para habituar as aves à falta de luz, evitando amontoamento caso haja queda energia.

A partir da segunda semana, pode-se utilizar programas de iluminação de 18 a 20 horas de luz por dia. É importante ressaltar que o período de escuro é fundamental. Além da exigência fisiológica de descanso da ave, a melatonina, hormônio responsável pela regulação do ciclo do dia e noite, também tem função imunológica.

Na fase inicial, recomenda-se utilizar a iluminância de 22 a 25 lux para estimular o consumo de ração.

Alimentação das aves: ração e água

A ração e a água devem estar disponíveis à vontade durante todo o período de criação. Para a primeira semana, recomenda-se uma ração peletizada triturada de qualidade.

A qualidade das matérias primas, utilização de ingredientes de alta digestibilidade, atendimento aos requerimentos nutricionais e a utilização de aditivos tecnológicos aliados à qualidade do pelete com mínima quantidade de finos garantem balanço nutricional ideal em cada partícula da ração.

Além disso, por se tratar de ração triturada, há vários tamanhos de partícula que permitem que as aves de todos os tamanhos se alimentem de maneira homogênea. Além disso, promovem máxima uniformidade do lote aos 7 dias e, consequentemente, maior viabilidade até o final da criação

À medida que as aves crescem, as linhas de comedouros e bebedouros devem ser reguladas de forma a manter a borda ou a calha no nível do dorso da ave. Isso permite o fácil acesso, com redução de desperdícios.

A qualidade e temperatura da água devem ser avaliadas constantemente, tendo em vista que as aves reduzem drasticamente o consumo de água quando ela se encontra em alta temperatura. Ao reduzir o consumo de água, reduzem a ingestão de ração, o que prejudica o crescimento e desenvolvimento.

Dessa forma, é de suma importância atender a todos os principais pontos de manejo citados para que se garanta bom desempenho durante as fases iniciais, que serão determinantes nos resultados das fases seguintes.

Quer aprender mais sobre o manejo de frango de corte? Confira o nosso conteúdo sobre a importância da alimentação das aves nos primeiros dias de alojamento!

Este conteúdo foi elaborado com a colaboração de Andréa de Britto Molino, especialista em Nutrição de Aves

Escreva um comentário