fbpx

Uma boa gestão de fazendas é prioridade para o produtor rural que pretende ter bons resultados e prosperar. Por incluir uma série de fatores, algumas vezes muito complexos, a administração rural demanda cuidados e conhecimentos que são necessários para manter o negócio alinhado, focado na obtenção de lucros e bem estruturado.

Os processos e as ações administrativas ligadas às organizações rurais devem visar a otimização da produtividade e auxiliar na tomada de decisão estratégica. Como ferramenta de controle e gerenciamento, está atrelado tanto às finanças quanto ao relacionamento interpessoal.

Preparamos este conteúdo para que você, gestor rural, saiba o que é importante observar no comando do seu negócio. Boa leitura!

Entenda o que é gestão rural

A gestão rural pode ser classificada como um complexo de atividades, habilidades e conhecimentos, que envolve desde questões técnicas a questões de negócios, por meio da administração da fazenda.

A coordenação dessa propriedade inclui a capacidade de aplicar uma visão ampla do negócio, além da tomada de decisão com olhar estratégico, a partir das condições do mercado. Outro ponto importante é a profissionalização dos colaboradores, com foco na liderança do produtor e na sua capacidade de negociação.

Para uma empresa rural, é importante excelência na gestão tanto do setor operacional, quanto do setor administrativo. Alguns dos fatores importantes são: a escolha de uma equipe de colaboradores qualificada, uso adequado de tecnologias e visão de mercado. Confira agora os princípios fundamentais para administrar uma fazenda com sucesso.

5 princípios fundamentais para uma gestão rural de sucesso

1. Cuide do bem-estar animal

Produtores que atuam diretamente com animais devem ter como foco os princípios do bem-estar animal. Além disso, com um manejo bem realizado, infraestrutura adequada e cuidados nutricionais suficientes, é possível garantir a produtividade e a qualidade do sistema.

2. Invista em diversos níveis administrativos de conhecimento

Ser capaz de tomar decisões estratégicas norteadas pelos objetivos da empresa requer uma equipe bem treinada, capaz de auxiliar em um conjunto de conhecimentos relativos à localização rural, tipo de produção, desafios e peculiaridades do negócio em questão.

3. Realize medições constantes

Ter acesso a relatórios atualizados com os gastos, custos e números totais da fazenda permite que seja estruturada uma ação focada em resultados, com a possibilidade de eliminar gastos desnecessários e otimizar a geração de lucro.

4. Utilize tecnologias de ponta e softwares de gestão

As tecnologias que permitem a interface com o campo e o melhoramento da produtividade possibilitam desde um plantio mais preciso, até a otimização de gastos com sementes, por exemplo. Também podem ser encaradas como ferramentas essenciais para o controle das finanças e o gerenciamento da rotina produtiva.

5. Atue de maneira proativa, com visão de liderança

Conseguir visualizar de maneira ampla as características do negócio e ter capacidade de liderança são ações que permitem desde gerenciar riscos com segurança a conhecer tecnologias e ferramentas administrativas.

A gestão de fazendas proporciona:

  • máximo retorno para os investimentos;
  • redução de custos e gastos;
  • planejamento mais adequado para os objetivos a serem alcançados;
  • estruturação de estratégias alinhadas à realidade da propriedade rural;
  • melhor alocação de recursos financeiros;
  • delegação assertiva das áreas adequadas à cada profissional.

No entanto, também existem uma série de desafios para a gestão de fazendas. Falaremos sobre isso a seguir. Confira!

Os principais desafios da gestão de fazendas

A gestão de fazenda é necessária para 99% das propriedades rurais. Ela pode ser resumida em uma única e importante palavra: medir. Proprietários e gestores devem ter o hábito de mensurar todos os pontos de uma gestão rural, desde os gastos, aos custos, passando por ganhos etc.

No entanto, é comum encontrar fazendas nas quais a prática de controlar esses fatores é significativamente deficiente — sendo este o principal gargalo na gestão rural.

Outro desafio está ligado ao relacionamento interpessoal, tendo em vista que a mão de obra rural é escassa e, em alguns níveis, é até mesmo difícil de ser encontrada. Além do mais, o empresário rural deve ser capaz de compreender as particularidades desse tipo de trabalho e o que faz das pessoas diferentes — pode parecer complicado, mas é essencial nesse tipo de atuação.

Na gestão de pessoas, o desafio inclui: treinamento e desenvolvimento de funcionários, além da valorização do desempenho individual e o acompanhamento dos níveis de satisfação dos colaboradores, para que eles se mantenham motivados e alinhados aos objetivos do negócio rural.

Confira alguns dos principais desafios da gestão rural:

  • habilidades de gestão;
  • aplicação de tecnologias;
  • gestão de pessoas;
  • capacidade de delegar;
  • escolha de lideranças;
  • otimização dos custos;
  • mensuração de estoques;
  • sucessão familiar;
  • controle de pragas.

Para solucionar essas questões, o gestor rural deve ter uma série de conhecimentos que são determinantes para os bons resultados do seu negócio.

O que o gestor de uma fazenda precisa saber

A pesquisa Hábitos do Produtor Rural indica que a idade média dos produtores rurais vem diminuindo significativamente — hoje é de 46,5 anos, sendo que 21% são graduados em cursos como agronomia, veterinária ou administração de empresa.

O gestor rural deve estar capacitado para realizar ações de administração e gerenciamento, com o uso de ferramentas de gestão e visão ampla do conhecimento de tecnologia, para máximo aproveitamento do potencial produtivo da fazenda.

Especificamente na administração rural, é necessário conhecer um pouco de cada área do setor e ter ao menos o conhecimento superficial sobre todos os setores da fazenda. Para uma visão mais aprofundada, o gestor deve contar com a contribuição de técnicos e colaboradores altamente capacitados em suas áreas de atuação, além de manter um cronograma de reuniões para alinhamento da atuação.

Como desenvolver habilidades na gestão rural

Para ter uma atuação assertiva, o gestor rural pode se capacitar a partir de cursos variados que estão disponíveis no mercado. Alinhados à experiência prática, são um diferencial na atuação.

No caso da graduação, é possível optar pela formação em administração, ciências agrárias, veterinária, zootecnia, agronomia e engenharia agrícola. Além disso, a partir dos 15 anos de idade, em média, o jovem pode se preparar para assumir mais responsabilidade na fazenda. Pode fazer uma série de cursos técnicos e profissionalizantes em todas as áreas da agropecuária — desde uma produção de grãos, à criação de suínos, gado de corte etc.

Como realizar a sucessão familiar na empresa rural

A questão da sucessão rural é de grande importância na gestão de fazendas. A transição do controle dos negócios dos proprietários para seus sucessores precisa ser muito bem realizada para que os impactos sejam sentidos de maneira pouco drástica tanto para os colaboradores, quanto para os fornecedores e parceiros estratégicos.

O envolvimento dos potenciais sucessores de maneira prematura nas atividades da fazenda, como forma de conhecer à fundo as peculiaridades do negócio rural, é de grande importância.

Como antigamente o negócio rural era caracterizado por uma série de dificuldades — muito pela ausência das tecnologias de automação —, criou-se a ideia de que o segmento era de certa forma sofrido. Por isso, gestores de algumas décadas atrás tinham como hábito blindar seus filhos e herdeiros do dia a dia da fazenda, pelo sentimento de que existiam melhores opções de trabalho fora do ambiente rural.

Atualmente o cenário é outro! Com a modernização e a crescente busca por lucro, as produções têm sido intensificadas, alinhadas à uma série de melhorias que transformam a fazenda em um negócio altamente lucrativo, que deve ser passado de geração para geração.

Isso faz com que seja essencial a participação ativa dos potenciais sucessores no negócio, a fim de estarem prontos, no momento correto, para abraçar os desafios da gestão de fazendas.

O grau de complexidade do gerenciamento rural e capacidade de construir eficiência técnica são pontos essenciais entre as boas práticas da gestão rural. Registrar processos e mensurar gastos, custos e ganhos são pontos-chave para o sucesso da fazenda. Além disso, é preciso ter uma boa relação com os colaboradores, para uma liderança assertiva, centrada no bem-estar e na lucratividade.

As informações sobre a gestão de fazendas foram relevantes para você? Então assine a nossa newsletter e receba dicas exclusivas no seu e-mail!

Este conteúdo foi elaborado com a colaboração de Dener Corrêa, zootecnista da Vaccinar.

Escreva um comentário