Conheça as tendências da avicultura para os próximos anos

tendências da avicultura
7 minutos para ler

A criação de aves está entre as atividades mais relevantes do agronegócio brasileiro. Ela é responsável por boa parte dos resultados econômicos obtidos a partir desse tipo de empreendimento. No entanto, o mercado vem mudando bastante ao longo dos anos, trazendo consigo novos cenários. Por isso, é importante acompanhar as tendências da avicultura.

Para compreender as últimas mudanças e conseguir entender o caminho que se espera trilhar nos últimos anos, é primordial conhecer o histórico da avicultura no Brasil, além de saber o que você deve esperar para os próximos anos. Está preparado? Então, confira essas e outras informações!

Veja um panorama da avicultura no Brasil

A avicultura acompanha o desenvolvimento brasileiro desde os anos 1.500, quando os portugueses desembarcaram na costa munidos desses animais como suprimentos alimentares. Desde lá, as aves ganharam o território e foram se popularizando em diversos estados.

No entanto, a avicultura comercial só começou a tomar forma quando as populações e a própria economia passaram a se desenvolver. Foi só em meados de 1895 que as raças importadas começaram a ser triadas a fim de chegar a melhor produtividade nas criações.

Os estudos sobre o comportamento dos animais e sobre as condições em que eles viviam, afetando a sua produtividade, foram realizados apenas por volta de 1918. A partir daí, as medidas racionais de produção de ovos deu uma nova forma para a criação de galinhas poedeiras.

Esse foi um dos primeiros setores dentro do agronegócio que operou em produção de larga escala. Como os resultados eram bastante otimistas, outras iniciativas importantes começaram a surgir, como a Cooperativa Avícola de São Paulo.

Entre as décadas de 1940 e 1950, iniciaram as primeiras determinações de inspeção sanitária na atividade de avicultura. Isso foi o que preparou o Brasil para se tornar um exportador de produtos advindos desse tipo de negócio, especialmente dos ovos, que contavam com a integridade dos produtos brasileiros.

Se, com a Segunda Guerra, o consumo de frango expandiu no país, depois dela os anos pós-guerra foram de profunda escassez de produtos importantes, afetando inclusive o consumo de ovos. O crescimento no setor só voltou a dar as caras por volta dos anos 1950, juntamente as novas e modernas técnicas de produção, que incluíam:

  • dieta alimentar das aves;
  • sanidade avícola;
  • aperfeiçoamento genético.

Ao longo dos anos, o setor da avicultura evoluiu muito, e assim continua. Os sistemas de integração ajudaram a otimizar ainda mais a atividade, fazendo com que ela crescesse, inclusive a nível mundial. O Brasil está, hoje, entre os maiores exportadores de carne de frango, juntamente aos Estados Unidos, a China e a União Europeia.

Confira as tendências para os próximos anos

Hoje, com a cadeia produtiva de aves amplamente desenvolvida e a grande concorrência no mercado, muitas melhorias vêm sendo instituídas. As empresas estão investindo no aprimoramento dos setores de produção, industrialização e comercialização dos animais e de todos os seus subprodutos. Empreendimentos especializados em genética, nutrição animal, sanidade avícola e equipamentos não param de investir em melhorias.

Por isso, é importante ficar atento as tendências da avicultura para conseguir acompanhar essa dinâmica de mercado para os próximos anos. Confira!

Eficiência alimentar

A nutrição e a eficiência alimentar dos animais são um dos principais fatores que devem estar em destaque nos próximos anos. Os esforços estarão no desenvolvimento da nutrigenômica, o que permitirá conhecer profundamente os impactos dos nutrientes na expressão gênica que afetam a saúde humana.

O uso de enzimas exógenas também pode aumentar. Do mesmo modo, a nutrição será usada para controlar alguns fatores gênicos, garantindo a melhor produtividade dos animais e consequentemente, reduzindo os custos de produção.

Seleção genética

A genética e a genômica já vêm ganhando grande espaço entre as pesquisas científicas na avicultura. A tendência, portanto, é que elas continuem se expandindo, resultando no melhoramento genético dos animais. Isso se deve principalmente a edição gênica que permite melhorar a produção.

O objetivo é reduzir a dependência de outros países em relação à genética das aves, aumentando o apoio aos programas nacionais de melhoramento genético. Esteja atento para o aprimoramento de tecnologias como criopreservação de material genético, para questões que envolvam o bem-estar e as doenças metabólicas dos animais e para o uso das aves como insumo para proteínas para a saúde humana.

Produtividade

Produtividade é a nova palavra de ordem entre as tendências da avicultura. As demais projeções apontam para esse objetivo comum. Portanto, há que se esperar novos métodos de produção, novas técnicas de manejo de frango de corte, novas dietas alimentares e assim por diante.

Todas essas adaptações convergem para alcançar uma produtividade que permita aumentar exponencialmente os resultados, sem necessariamente ter um crescimento expressivo nos custos. Com isso, aumenta-se a lucratividade dos negócios em avicultura.

Exportação

A perspectiva é de que as exportações de frango continuem aquecidas pelos próximos anos, mesmo com as incertezas geradas pela pandemia. Os grandes blocos importadores de frango (Ásia e África) não foram tão afetados pelo vírus, o que significa que a demanda continuará existindo.

Além disso, a China, outro grande exportador, enfrenta problemas sanitários graves nos rebanhos, o que os pressionou para importar carne do Brasil. Frente a tudo isso, pode-se esperar que as exportações continuem altas.

Uso de novas tecnologias

Novas tecnologias estão sendo implementadas em todos os segmentos do agronegócio. Não é diferente com a avicultura, que passará a ter cada vez mais contato com a IoT (Internet das Coisas), com o uso de sensores e com os computadores que permitem o monitoramento a distância, por exemplo.

Tudo isso resultará em uma melhor gestão do ambiente e da produtividade, incorporando mais agilidade no dia a dia, além de aumentar a precisão no diagnóstico e no controle de problemas. Com mais recursos tecnológicos, aumenta a previsibilidade produtiva, o que ajuda o produtor a se preparar melhor para atuar em um mercado altamente competitivo.

Entenda como essas tendências podem ser úteis

Estar atento a essas tendências da avicultura é primordial para se preparar para o novo cenário da avicultura, tanto no Brasil quanto no mundo. Quem se mantiver atualizado sobre as novas práticas adotadas e as tecnologias disponíveis poderá responder de forma muito mais satisfatória as demandas que serão criadas.

Junto de tudo isso, haverá um aprimoramento natural de técnicas, processos produtivos, genética animal e resultados obtidos. Todos sairão ganhando, afinal, essas melhorias não dizem respeito apenas aos rendimentos financeiros de um negócio, mas também as práticas adotadas, a sustentabilidade ambiental e a qualidade do produto final.

Agora que você já sabe o que esperar das tendências da avicultura para os próximos anos, que tal acompanhar todas as novidades do mercado? Siga-nos no Facebook e no Instagram e fique por dentro de todas as nossas postagens!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Conheça as tendências da avicultura para os próximos anos

    1. Olá Andreia, agradecemos o seu comentário em nosso Portal e ficamos felizes com a sua visita!

      O autor foi Paulo Alfredo Nicolau, publicado em 06/05/2021. Receba em seu e-mail os novos conteúdos do nosso Portal, assine a newsletter e fique por dentro dos assuntos mais atuais sobre nutrição animal.

      Até breve.

Deixe um comentário