Como aproveitar o bezerro macho de raça leiteira para corte?

bezerro macho
6 minutos para ler

A criação de bezerros pode gerar dúvidas até mesmo em profissionais que já estão habituados a essa produção. Uma das principais questões está atrelada ao aproveitamento do bezerro macho de raça leiteira para corte. Afinal, como fazê-lo da melhor forma possível?

Levando a relevância desse assunto em consideração, preparamos este conteúdo especial sobre o tema. Ao longo do texto, explicamos por que aproveitar tende a ser uma boa decisão, quais são as vantagens envolvidas e quais iniciativas podem ser úteis nesse sentido. Aproveite as informações!

Por que aproveitar o bezerro macho de raça leiteira para corte?

De modo geral, o bezerro macho não tem utilidade no contexto da produção leiteira. Vale lembrar que, para produzir o leite, as vacas precisam emprenhar e depois parir o bezerro para, enfim, dar início ao processo produtivo.

Ao passo que as fêmeas geradas permanecem na fazenda, porque serão as futuras vacas leiteiras e farão a reposição do plantel, os machos perdem a função, porque não produzem leite — para se ter ideia, muitas vezes eles acabam sendo descartados ou até mesmo doados. Portanto, aproveitar o bezerro macho para engordar e produzir carne é uma maneira de gerar renda por meio de um animal que, a princípio, não seria interessante do ponto de vista econômico.

Além disso, o bezerro que nasce nas propriedades leiteiras pode ser usado para produzir a carne de vitela, uma das mais apreciadas e procuradas pelo mercado consumidor. Na Europa, por exemplo, quase todos os bezerros machos que nascem no cenário da produção de leite são destinados ao corte.

Cabe ressaltar que a atividade leiteira está presente em mais de 90% dos municípios brasileiros, resultando em um rebanho que supera facilmente a marca de 20 milhões de vacas em ordenha. Se 50% de suas crias são bezerros machos, por exemplo, por que não aproveitá-los? O aproveitamento eficiente e controlado dos animais que têm essa origem pode render bons resultados na produção de corte.

Quais são as vantagens de aproveitar o bezerro macho para corte?

A principal vantagem por trás dessa prática é obter uma diluição no custo de produção da fazenda, visto que, até o nascimento, os bezerros machos geram gastos. Somente nesse cálculo é possível contabilizar, entre outros pontos:

  • a dose de sêmen utilizada para emprenhar a vaca;
  • a alimentação que a vaca consumiu durante o período de gestação;

Ou seja, quando o produtor se prepara para engordar esse bezerro macho e vendê-lo para o corte, ele poderá alcançar um aumento de renda, além de promover a diminuição do custo fixo. Na prática, esse aproveitamento implica uma nova fonte de recursos, melhorando bastante a relação entre custo e rentabilidade obtida. Com o preço fixo de produção diluído, a propriedade pode melhorar seus números.

A carne brasileira tem um forte apelo de exportação — muito em virtude dos custos competitivos não presentes em outros mercados produtores. Dessa forma, não há motivo para ignorar o enorme potencial do corte a partir dos bezerros de leite, que são bem numerosos no Brasil. A manutenção desses animais pode até ser alta, mas existem meios de viabilizá-la, sem perder a eficiência ou a rentabilidade.

Isso acontece porque, embora representem uma possibilidade de ganho, os machos leiteiros carecem de um bom direcionamento de manejo. Protocolos de desmama precoce exemplificam o tipo de ação a ser tomada, porque diminuem o alto custo com o leite e reduzem o tempo até o abate.

Como aproveitar o bezerro macho para o corte?

Depois de conhecer todo o potencial que essa produção representa no mercado de carne bovina, é hora de entender como aproveitá-lo. A primeira e mais importante etapa consiste em fazer um bom manejo de colostragem e de cura de umbigo. 

O colostro nada mais é do que o primeiro leite que a vaca produz, especialmente muito rico em nutrientes, oferecendo defesas e anticorpos indispensáveis para o bezerro macho.

Na maioria das vezes, quando ele nasce na fazenda leiteira e não há o interesse comercial em aproveitá-lo, os produtores não têm o cuidado de fornecer esse leite na quantidade certa. Machos que não foram colostrados da maneira adequada adoecem mais, têm um risco maior de mortalidade e crescem menos.

O segundo passo envolve o processo de aleitamento, que deve ser feito com quantidade e qualidade ideais, de maneira que o bezerro macho tenha um bom peso na desmama — ela deve acontecer com 60 dias, em média. Vale destacar que, para desmamar o bezerro com essa idade, é fundamental que ele esteja consumindo pelos menos de 1 kg a 1,5 kg de ração por dia.

Depois desse período, ocorre a transição do alimento líquido para a dieta de grãos inteiros logo após a desmama. Ao longo do período de aleitamento, inclusive, a dieta sólida já pode ser fornecida, desde que seja separada do leite — a ração pode ser dada a partir do segundo ou terceiro dia de vida. Por fim, o abate se dá entre 10 e 12 meses de idade.

Como os produtos da Vaccinar colaboram para o melhor aproveitamento? 

Os produtos da Vaccinar — empresa líder no setor de nutrição e saúde animal, com quase 40 anos de experiência — são formulados com nutrientes e aditivos que garantem a melhor absorção dos alimentos, levando a um maior desempenho e ganho de peso dos bezerros. São alternativas para a fase de crescimento e engorda, o que permite melhorar o desempenho e alcançar uma boa lucratividade.

O Bovimaster Engorda Grão Inteiro Bezerro é um produto formulado para as exigências nutricionais da etapa de crescimento. Apesar de o uso do grão inteiro para boi adulto ser comum, é raro encontrar uma opção elaborada especificamente para as particularidades nutricionais dos bezerros, facilitando a construção das estruturas muscular e esquelética.

É preciso ter em mente que, nas dietas de grão inteiro, a qualidade do pelete é essencial, porque ele não pode se esfarelar — eles devem ter uma firmeza equilibrada, isto é, também não podem ser muito duros. A Vaccinar tem a expertise de produzir um pelete de alta qualidade.

Aproveitar o bezerro macho para corte tende a ser uma ótima saída para quem cuida de uma produção leiteira. Considere essa possibilidade para expandir seus ganhos e diminuir o custo fixo.

Gostou da ideia? Conheça mais sobre o Bovimaster Engorda Grão Inteiro Bezerro agora mesmo!

Colaboração: Fabiano Lopes Bueno — Gerente de Nutrição Ruminantes

Nutrição de gado de leite
Você também pode gostar

4 thoughts on “Como aproveitar o bezerro macho de raça leiteira para corte?

    1. Olá, Uilio agradecemos o seu comentário em nosso blog e ficamos felizes com a sua visita! Pedimos desculpas na demora para respondê-lo, pois estávamos com um problema interno em nossa plataforma e só agora conseguimos saná-lo.

      Respondendo a sua pergunta – Colaboração do texto: Fabiano Lopes Bueno — Gerente de Nutrição Ruminantes no dia 26/04/2021.

      Para acompanhar os novos conteúdos do blog, assine a nossa newsletter e fique por dentro dos assuntos mais atuais sobre nutrição animal.

      Até breve,

  1. Boa tarde! Estava negociando alguns vitelos de dois meses de idade onde eu iria trazer da região Centro-Oeste para o Nordeste do Brasil fiquei sabendo que eles eram de vaca leiteira. Daria para criar no nordeste? Qual a média de peso que ficaria esse gado com 12 meses?
    81-971211000

    1. Olá, Rodrigo, agradecemos o seu comentário em nosso Portal e ficamos felizes com a sua visita.

      Iniciar um empreendimento agropecuário é uma importante decisão e contempla desafios e oportunidades. Existem diversos estudos que apontam condições favoráveis para o desenvolvimento da pecuária de leite na região do nordeste. Contudo, há aspectos relevantes que precisam ser levados em conta no seu planejamento, tais como nutrição, manejo, genética, as instalações/ambiência, entre outros fatores. Somente após alinhar todos esses aspectos aos seus objetivos comerciais deve-se tomar a decisão.

      Solicite o atendimento de um representante Vaccinar pelo WhatsApp (31) 3448-5000 ou ligue 0800 031 5959.

      Receba em seu e-mail os novos conteúdos do nosso Portal, assine a newsletter e fique por dentro dos assuntos mais atuais sobre nutrição animal.

      Até breve.

Deixe um comentário